quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Últimos momentos de 2009

animações e imagens


Os Ecoaprendizes da EB1/PE Dr. Clemente Tavares - Gaula desejam a todos os visitantes e seguidores do nosso Blog um ano de 2010 repleto de muitas alegrias e de muita saúde.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Aniversário da nossa colega Sandra

scraps e gifs



Hoje, dia 28 de Dezembro a nossa colega Sandra faz 8 anos.

Muitos Parabéns!!
Beijinhos da Professora Ana Freitas e dos colegas do 2º Ano de Escolaridade.


A Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza, a exemplo dos anos anteriores, deixa-nos algumas sugestões importantes para que, após uma quadra festiva do Natal, sejamos cidadãos mais conscientes e mais ecológicos.

- Guarde os laços e o papel de embrulho para que os possa utilizar noutras ocasiões; muitas embalagens, caixas de prendas, papéis de embrulho podem ser utilizados pelas crianças para fazer divertidos objectos, como máscaras, porta canetas, etc.

- Separe todas as embalagens – papel/cartão; plástico; metal – e coloque-as no ecoponto mais próximo, evitando assim os amontoados de lixo que marcam o dia de Natal; este é um bom momento para verificar se foi um cidadão ambientalmente consciente nas suas compras.

- Depois das festas, vêm as limpezas. Procure reduzir a quantidade e perigosidade dos produtos de limpeza que utiliza. Prefira os biodegradáveis e/ou em recargas.

- Não deite as pilhas para o lixo, coloque sempre no pilhão. As pilhas recarregáveis são uma alternativa económica e ecológica.

- Reflicta ao longo do ano sobre a utilidade que foi dada às prendas que ofereceu.

- Mantenha-se solidário com as diversas campanhas que se vão desenrolando ao longo do ano.

Tenha sempre presente muitos destes conselhos ambientais ao longo do novo ano que se aproxima. Não só poupará muito dinheiro, como terá uma vida mais sustentável a nível ambiental, social e também económico.
A Quercus deseja-lhe um excelente Natal e um ano de 2010 muito ecológico!!



A Direcção Nacional da
Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

Lisboa, 22 de Dezembro de 2009

Aniversário do nosso colega Nuno Miguel

comunidade de scraps

Hoje, dia 28 de Dezembro o nosso colega Nuno Miguel faz sete anos.


Muitos Parabéns!!


Beijinhos dos colegas do 2º Ano e da Professora Ana Freitas

As imagens do nosso presépio

A nossa participação na Festa de Natal da nossa escola

Visita dos Idosos à nossa sala de aula

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

A nossa Lapinha Madeirense


A Lapinha Madeirense é o presépio tradicional da nossa terra. Para manter viva esta tradição nós construímos na nossa escola uma Lapinha Madeirense. Os idosos deram-nos algumas informações sobre os elementos característicos desta Lapinha e nós construímos a Lapinha que permanecerá na nossa escola até ao dis 15 de Janeiro - Dia de Santo Amaro.

O Natal é tempo de sonhos, de encantos e de muita magia.

letras com trevo


No maravilhoso Mundo das Crianças, onde reina a alegria, o encanto e a magia todos os anos o Pai Natal contagia-nos com a sua presença e conduz-nos pelo universo do imaginário.
Votos de um Santo Natal para todos vós!

Beijinhos da Professora Ana Freitas


Feliz Natal

mensagens momentos magicos


Os alunos e professora do 2º Ano de Escolaridade da EB1/PE Dr. Clemente Tavares - Gaula desejam-lhe:

Um Feliz Natal

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Informação - Entrega da Avaliação referente ao 1º Período

Informo os Encarregados de Educação da Turma do 2º Ano que a entrega dos Boletins de Informação Trimestral referentes à avaliação dos vossos educandos decorrerá no próximo sábado das 10h às 12 horas.
Mais informo que a entrega realizar-se-á na sala de aulas do 2º Ano no 1º Andar.
Agradeço desde já a vossa comparência na escola.
Atenciosamente
A professora Ana Freitas

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

A nossa Festa de Natal

Na quinta-feira dia 17 de Dezembro. pelas 16 horas, decorreu na nossa escola a Festa de Natal.
Todas as turmas da nossa escola apresentaram números alusivos à Quadra Natalícia e no decorrer da Festa foram entregues os Certificados e Prémios aos vencedores do Concurso de Construção de Bolas de Natal promovido pela nossa escola.
No final da Festa o Pai Natal deliciou os mais pequenos oferecendo-lhes brinquedos.
Após a festa houve um lanche convívio para alunos, encarregados de educação, professores e amigos.
Foi uma tarde repleta de muita alegria, cor e de verdadeiro espírito natalício.

A nossa escola construiu uma árvore de Natal ecológica

A nossa escola construiu uma Árvore de Natal Ecológica com recurso à reutilização de garrafas de plástico.
Os alunos recolheram garrafas de plástico que posteriormente foram dispostas de forma a construir uma árvore.
A autoria desta construção foi da Professora Ana Abreu docente responsável pela Área da Expressão Plástica na nossa escola em colaboração com todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico.
A Árvore de Natal Ecológica encontra-se exposta no 1º Andar da nossa escola.

Campanha de Recolha de Cortiça

Na passada segunda-feira , dia 14 de Dezembro, a nossa escola enviou para reciclagem 62 Kg de rolhas de cortiça no âmbito do projecto Green Cork implementado na nossa Região pela Quercus - Madeira.
As rolhas de cortiça foram recolhidas pela nossa escola entre os meses de Outubro a Dezembro.
A todos os que colaboraram com a nossa escola nesta iniciativa o nosso sincero Obrigado!
Mais informamos que continuamos a recolher rolhas de cortiça para recilagem.

Acção de Sensibilização sobre o Natal Ecológico promovida pela Dra. Idalina da Quercus - Madeira

Na passada segunda - feira, dia 14 de Dezembro, veio à nossa escola a Dra. Idalina Perestrelo da Quercus Madeira falar - nos sobre o Natal.
Esta actividade estava inserida no plano de acividades do Programa Eco - Escola mais especificamente da Campanha Natal Ecológico que decorreu na nossa escola no mês de Dezembro.
Sabendo que a Quadra do Natal é por excelência a época do ano na qual se produzem a maior quantidade de resíduos esta Acção de Sensibilização teve como principais objectivos: Alertar os alunos para o aumento da quantidade de resíduos produzidos nesta quadra, sensibilizá-los para o grande problema que os resídos representam para o Meio Ambiente e para a nossa saúde e sugerir boas práticas ambientais a serem adoptadas nos dias que antecedem o Natal e nos dias que sucedem ao Natal.
Esta Acção de Sensibilização foi muito interessante e enriquecedora.
O nosso sincero Obrigado à Dra Idalina Perestrelo da Quercus - Madeira

Visita dos Idosos do Centro de Dia à nossa escola

Os Idosos do Centro de Dia de Gaula voltaram à nossa escola, na segunda - feira dia 14 de Dezembro, para nos ensinarem a preparar a carne de vinha e alhos tão apreciada por todos nós.
A carne de vinha e alhos é o prato tradicional do Natal na nossa terra e é servida ao almoço na casa de todos os madeirenses.
os alunos das turmas do 4º A e 4º B presenciaram a preparação da carne que depois de preparada ficou em repouso, dentro de uma púcara de barro, para ser confeccionada na quarta feira dia 16 de Dezembro.
Na quarta - feira a carne foi cozinhada e servida a todos os alunos da escola no lanche da tarde.
Os Idosos do Centro de Dia uma vez mais estiveram connosco e saborearam a carne de vinha e alhos que estava muito saborosa.
Queremos agradecer à Direcção do Centro de Dia de Gaula por autorizarem e facilitarem a vinda dos idosos à nossa escola.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Convite para a Festa de Natal

assinaturas personalizadas

Os alunos e professora do 2º Ano de Escolaridade convidam-no a participar na Festa de Natal da nossa escola que se realizará na próxima quinta feira pelas 16 horas.

Contamos com a vossa presença!

domingo, 13 de dezembro de 2009

Os nossos trabalhos para o Concurso Regional do Lixo ao Luxo

O Natal em Gaula

Antigamente o Natal na nossa freguesia era vivido com muita vivacidade e alegria.
As pessoas criavam o seu porquinho para matarem alguns dias antes do Natal.
No dia da matança do porco, logo pela manhã bem cedinho, as pessoas reuniam-se para matar o porco. As mulheres preparavam o sangue de porco e arranjavam as tripas e durante todo o dia trabalhavam a preparar a carne para depois salgá-la e guardá-la em salgadeiras.
Era costume o dono do porco oferecer um pouco de carne a quem o ajudava nas lides da morte do porco e na preparação da carne.
Outra tradição do Natal na nossa freguesia era a limpeza das casas e o arranjo da lapinha ou presépio.
As pessoas subiam em grupo até ao pinhal para colherem um pinheirinho para enfeitarem e colocarem junto ao presépio.
No dia 16 de Dezembro começavam as Missas do Parto e durante nove dias o quotidiano dos gauleses transformava-se radicalmente.
Era tradição, nos vários sítios da nossa freguesia, de norte a sul, uma pessoa geralmente um homem tocar um búzio, anunciando a chegada da hora para a Missa do Parto.
Como a actual igreja da Paróquia de Nossa Senhora da Graça ainda não estava construída, as pessoas desciam até à igreja da beira-mar, como era conhecida a igreja de Nossa Senhora da Luz, para participarem na Missa do Parto.
Durante o percurso de ida para a igreja as pessoas desciam cantando e tocando para acordar os mais dorminhocos.
Era também tradição os vários sítios da freguesia as pessoas prepararem os cânticos para a entrada de pastores que se fazia na Noite de Natal. Homens, mulheres e crianças participavam na Missa do Galo com ofertas ao Deus Menino.
Uma outra tradição das famílias gaulesas era a preparação dos licores caseiros, das broas, dos bolos que eram confeccionados em fornos de lenha.
Em todas as casas gaulesas existiam fornos de lenha onde se confeccionava o tão conhecido pão de casa e os “brindeiros”, pãozinhos pequeninos que se ofereciam aos mais pequenos no Dia de Natal.
No Dia de Natal era tradição as famílias dirigirem-se até à igreja para participarem na missa do Dia de Natal e após a missa os filhos dirigiam-se com as suas famílias para a casa dos seus pais para, em grandes grupos confraternizarem. Era tradição os avós oferecerem aos seus netos os “brindeiros” como prenda de Natal.
A ementa do Dia de Natal era composta pela carne de vinho e alhos ao almoço, onde não faltava o vinho caseiro, o pão de casa, os bolos, as broas e os licores.
Os jogos de cartas entretinham homens e mulheres ao longo de todo o dia de Natal.
As conversas e o recordar dos velhos tempos davam mote para os convívios familiares.
À noite era servida a canja de galinha e após o jantar todos se recolhiam às suas casas.
Nos dias seguintes ao Natal, conhecidos como oitavas da festa, era e ainda é tradição as famílias continuarem os convívios familiares.
Uma outra tradição bem característica da nossa freguesia é o Cantar dos Reis que acontece na noite do dia 5 para o dia 6 de Janeiro.
Na noite de reis, organizavam-se grupos, um pouco por toda a nossa freguesia, para andarem de casa a casa, a entoar melodias alusivas ao Nascimento o Menino.

Pesquisa realizada pelos alunos do 2º Ano de Escolaridade

A Lapinha Madeirense

É com o termo Lapinha Madeirense que na Madeira se designam os «presépios», que há muitos anos estão generalizados entre nós.
Segundo alguns estudiosos, o termo usado para designar esta representação, é peculiar do nosso arquipélago uma vez que não é usado em nenhuma outra parte do nosso país.
Dizem ser o diminutivo de «lapa» com o significado de furna, gruta ou cavidade aberta num rochedo, por analogia ou semelhança com o local do nascimento do Divino Redentor.
É possível que em outros tempos conservassem essa analogia ou semelhança, mas, ao presente e na generalidade, as «lapinhas» madeirenses são armadas sobre uma mesa, tendo como centro uma pequena escada de poucos decímetros de altura, de três lanços contíguos, e no topo da qual se coloca a imagem do Menino Jesus.
Em todos os degraus da escadinha podemos observar-se frutos característicos da nossa ilha e searinhas.
Em obediência às condições do meio, terão algumas características próprias, como sejam as ornamentações com os ramos do arbusto «alegra-campo» e dos fetos «cabrinhas», que lhes imprimem um aspecto pitoresco e alegre.


Pesquisa realizada pelos alunos do 2º Ano de Escolaridade

O Natal na Madeira

Na Ilha da Madeira a festa, como é conhecido o Natal começa cedo, logo a partir do dia 15 de Dezembro, com as Missas do Parto, ou Novenas de Ó, celebradas todas as madrugadas até à Missa do Galo.
É uma tradição que vem de longe, e nem o frio nem a chuva das manhãs de Inverno demovem os fiéis das novenas do parto.
À ida para a igreja para a Missa do Parto bebe-se café quente com um "cheirinho" de grogue ou um copito de aguardente com mel, para afastar o frio e o sono. Algumas pessoas acrescentam umas gotas de sumo de laranja para tornar a voz mais cristalina, juntando-se aos cantares que animam as celebrações.
Depois da missa, junta-se o povo no adro da Igreja em ameno convívio, cantando e comendo broas de mel e outras, antes de mais um dia de trabalho.
Em Câmara de Lobos e na Camacha, as bandas filarmónicas percorrem as ruas com as
castanholas, os bombos, as cabrinhas ou os acordeões, a acordar os mais dorminhocos e a anunciar a hora da missa.
Todo o mês de Dezembro é dedicado aos preparativos do Natal: mata-se o porco, limpam-se as casas, enfeita-se o pinheiro, fazem-se as decorações com as flores típicas da época - as cabrinhas, os anciões, o azevinho e montam-se as lapinhas, ou os presépios.
Mais uma vez, a imaginação popular dá lugar aos mais variados quadros natalícios, com pastores casinhas e figuras, que representam também cenas da vida madeirense.
Na Missa do Galo em muitas paróquias madeirenses ainda se representam os Autos de Natal e as Entradas dos Pastores. Quando a missa acaba, cada um se recolhe à sua casa para o reconfortante calor da canja de galinha.
Ao almoço do Dia de Natal, come-se a tradicional carne de vinha de alhos e outras iguarias. Mas não há festa sem a especialidade natalícia mais cobiçada, o bolo de mel, cujas origens remontam ao século XVII, feito com mel de cana-de-açúcar e condimentado com especiarias.
Nos dias que se seguem ao Natal, conhecidos na nossa ilha como as primeiras oitavas da festa, é tradição as familias visitarem-se umas às outras.
É igualmente tradição madeirense nestes dias as famílias descerem até à Cidade do Funchal para visitarem os quadros natalícios, que habitualmente são construídos nesta época e contemplarem as luzes que abrilhantam e tornam ainda mais bonita a nossa cidade.
A baía da nossa cidade fica repleta de navios de cruzeiro que aguardam ansiosamente pelo fogo-de-artifício que marca a passagem de ano.
É também tradição madeirense as pessoas colocarem as tão conhecidas gambiarras a abrilhantar as suas casas e jardins.
Vista do mar para a terra, em noite de fim de ano, a nossa ilha oferece a todos os madeirenses e visitantes um maravilhoso quadro, repleto de luz, cor e magia.

Pesquisa realizada pelos alunos do 2º Ano de Escolaridade

Quadras de Natal

Nasceu o Menino Jesus,
Uma doçura de criança,
Trouxe-nos muita alegria,
Muita paz e esperança.

Numa gruta em Belém,
Com José e Maria,
Nasceu o Menino Jesus,
A nossa maior alegria.

Uma estrelinha cadente,
A gruta iluminou,
E numa noite escura,
Os Reis Magos guiou.

A 25 de Dezembro,
O Natal festejamos,
E com muita alegria,
Esta data celebramos.

A todas as pessoas,
Um Bom Natal desejamos,
E para todo o Mundo,
Muitos beijinhos enviamos.


Acção de Sensibilização sobre: “A importância de protegermos a nossa floresta na Quadra do Natal”.

Na quarta-feira dia 9 de Dezembro, pelas 10 horas, veio à nossa escola a Dra. Nicola da Direcção Regional de Florestas promover uma Acção de Sensibilização sobre a importância de protegermos a nossa floresta na Quadra do Natal.
A Dra. Nicola deu-nos a conhecer as principais espécies de plantas e árvores que fazem parte da nossa floresta e falou-nos das plantas e árvores que estão associadas ao Natal na Madeira.
No final da Acção a Dra. Nicola mostrou-nos um filme sobre um projecto de reflorestação de algumas zonas da nossa ilha, onde pudemos ver alguns trabalhos realizados por técnicos especializados e algumas árvores a crescerem no topo de montanhas um contributo valioso para evitar a erosão das mesmas.

Visita dos Idosos do Centro de Dia à nossa escola

Na segunda-feira dia 27 de Novembro, no turno da tarde, veio à nossa escola um grupo de seis idosas do Centro de Dia de Gaula falar-nos sobre o Natal de antigamente.
Cada uma das idosas contou-nos como festejavam o Natal antigamente nas suas casas e como hoje em dia celebram o Natal.
As idosas falaram-nos dos preparativos do Natal, nas semanas que antecediam o Natal e de como costumavam passar o dia de Natal com as suas famílias. Falaram-nos sobre o que comiam ao almoço e ao jantar e o que costumavam fazer à tarde, entre o almoço e o jantar.
Todas as idosas recordaram com muito carinho e saudade o Natal de antigamente.

Carta ao Pai Natal


Gaula, 4 de Dezembro de 2009

Querido Pai Natal!

Como tem passado?
Nós esperamos que estejas bem de saúde para vires visitar-nos neste Natal.
Nós somos os alunos do 2º Ano e Escolaridade da EB1/PE Dr. Clemente Tavares – Gaula.
A nossa turma é composta por 22 alunos 9 meninos e 13 meninas e a nossa professora chama-se Ana Freitas.
Queremos convidar-te para vires à nossa Festa de Natal que se realizará no dia 17 de Dezembro pelas 16 horas. Ficaremos muito contentes se puderes vir à nossa escola.
Estaremos à tua espera.

Recebe um grande beijinho dos alunos e professora do 2º Ano de Escolaridade.

Concurso: “Bolas de Natal” promovido pela nossa escola para assinalar a Quadra do Natal

No âmbito da Campanha Natal Ecológico, promovida pela nossa escola para assinalar a quadra do Natal, decorreu na nossa escola um concurso de construção de Bolas de Natal, recorrendo à reutilização de materiais, destinado a todos os alunos da escola.
As Bolas de Natal construídas pelos alunos, com a ajuda dos Encarregados de Educação, após uma análise pormenorizada pelo júri, encontram-se expostas na cantina da escola.
A vencedora do Concurso de Bolas de Natal da nossa sala foi a Ana Isabel que construíu com a sua bola um Boneco de Neve.
Parabéns Ana Isabel!

3 de Dezembro – Dia Mundial da Pessoa com Deficiência


Na sexta-feira – dia 4 de Dezembro, no turno da manhã, realizaram-se na nossa escola actividades lúdicas destinadas a todos os alunos da nossa escola.
Estas actividades estavam integradas no programa desenvolvido pelo CAP – Centro Apoio Psicopedagógico de Santa Cruz para assinalar o Dia Mundial da Pessoa com Deficiência.
Estas actividades foram dinamizadas pela Técnica de Psicomotricidade Esmeralda e pretendia sensibilizar os alunos para as dificuldades que as pessoas portadoras de deficiência enfrentam no seu dia-a-dia.
Os alunos tiveram a oportunidade de realizar alguns percursos recorrendo à utilização de cadeira de rodas e canadianas.
Foi uma actividade enriquecedora e interessante

Participação da nossa turma no Concurso Regional de Construção de Presépios promovido pelo Parque Natural da Madeira

A nossa turma participou no Concurso Regional: “Natal com a Natureza – Construção de Presépios” promovido pelo Parque Natural da Madeira.
Para construirmos o nosso presépio reutilizámos rolhas de cortiça e jornal.
As turmas participantes no concurso construíram um Presépio, com a dimensão máxima de 0,5m2, recorrendo à reutilização de materiais.
Participaram nesta iniciativa do Parque Natural 24 presépios de várias escolas da Região.
Os Presépios estarão expostos ao público, entre os dias 11 de Dezembro e 6 de Janeiro de 2010 no Caniço Shopping.

Participação da nossa turma no Concurso Regional de construção de Anjos de Natal promovido pelo Madeira Magic


A nossa turma participou no Concurso: “Anjos de Natal 2009”, promovido pelo Madeira Magic.
Este concurso estava aberto a todas as turmas da RAM, nomeadamente aos alunos do Pré-Escolar, 1º Ciclo do Ensino Básico e alunos do Ensino Especial e o principal objectivo era construir um Anjo de Natal com recurso à diversificação de materiais.
Para construirmos o nosso Anjo reutilizámos uma garrafa de iogurte e palha de bananeira.

Participação da escola no Concurso Regional: “Do Lixo ao Luxo” promovido pela Secretaria Regional de Agricultura e Pescas



A turma da Pré B e a turma do 2º Ano de Escolaridade da nossa escola participaram no Concurso Regional: “Do Lixo ao Luxo”, promovido pela Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais da Madeira, no âmbito da realização da Semana BIO Madeira 2009.
Às escolas foi lançado o desafio de reutilizarem materiais de desperdício, dando-lhes uma nova finalidade e proveito.
O concurso decorreu entre os dias 12 de Outubro e 13 de Novembro e esteve aberto aos alunos do Ensino Pré – Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico.
O objectivo principal deste concurso era alertar para a necessidade da redução e reutilização de resíduos e dos impactos destas práticas na preservação do Meio Ambiente.
Os trabalhos realizados pelas várias turmas participantes no concurso estiveram expostos no Largo da Restauração, junto ao Palácio de São Lourenço entre os dias 22 e 28 de Novembro.

Visita da Mãe Natal do Fórum Madeira à nossa escola



Na sexta-feira dia 14 de Novembro, pelas 11h, recebemos na nossa escola a visita da Mãe Natal e de um duende do Fórum Madeira.
Esta visita teve como principal objectivo: sensibilizar os alunos da nossa escola a participarem na Iniciativa do Fórum Madeira com vista à recolha de histórias e brinquedos, novos e usados para serem distribuídos por diversas instituições de solidariedade social da região.
Os alunos que colaborarem com a iniciativa do Fórum, colocando no “Brinquedão”, localizado na Praça Central junto à Casa do Pai Natal, os seus donativos receberão em troca um livro.
Esta iniciativa decorrerá entre os dias 11 e 24 de Dezembro (excepto às segundas feiras), das 11h às 14 horas, das 15h às 17h e das 17h30m às 20h.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Convite

clipes e músicas


Os alunos do 2º Ano da EB1/PE Dr. Clemente Tavares - Gaula convidam a comunidade local a estar presente na Cerimónia Oficial do Hastear da Bandeira Verde na nossa escola que se realizará na próxima sexta - feira dia 27 de Novembro, pelas 16 horas.
Contamos com a vossa presença!

Novidades

Olá Amiguinhos!

Pedimos desculpa por não vos dar-mos notícias mas andamos atarefadíssimos com a preparação da Cerimónia do Hastear da Bandeira Verde na nossa escola.
Ao longo do mês de Novembro fizémos coisas maravilhosas que vos daremos conhecimento brevemente.
Beijinhos!

sábado, 31 de outubro de 2009

Cerimónia Oficial do Hastear da Bandeira Verde

“Bandeira Verde” para duas escolas

A Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar de Santa Cruz foi uma das duas escolas que ontem hastearam a sua “Bandeira Verde”.
Segundo o vereador Emanuel Gouveia, que ontem acompanhou o presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, José Alberto Gonçalves, na cerimónia de entrega e hastear da bandeira, esta acção ambiental ganha uma maior importância por estar a acontecer junto de uma comunidade jovem que, desta forma, ganha desde cedo bons hábitos em relação à preservação do meio ambiente.
«Ao fomentarmos a educação ambiental nas escolas estamos a trabalhar e a sensibilizar toda a comunidade», frisou o responsável, acrescentando que esse objectivo tem sido conseguido de tal forma que, «neste momento, estamos com uma adesão que engloba grande parte das escolas do concelho».
Um projecto ambiental que a autarquia pretende dar continuidade no sentido de promover cada vez mais estas acções que envolvem os processos de candidatura da Bandeira Verde.
De salientar que a Câmara Municipal de Santa Cruz vai entregar um conjunto total de seis “bandeiras verdes”, sendo que ontem foram entregues duas, uma em Santa Cruz e outra Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar da Vargem, no Caniço.
As restantes bandeiras vão ser entregues, em dias a confirmar, às escolas básicas do 1.º ciclo com pré-escolar da Assomada, Terça de Cima, Clemente Tavares e do Caniço.

Fonte: Jornal da Madeira - Edição de 31/10/2009

Cerimónia do Haster da Bandeira Verde


Santa Cruz hasteia hoje duas bandeiras verdes

O Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz estará hoje pelas 14h15 na Escola Básica do 1º Ciclo com pré-escolar de Santa Cruz e pelas 15h15 na Escola Básica do 1º. Ciclo com pré-escolar da Vargem, Caniço, para a cerimónia do hastear da “Bandeira Verde”.
Idêntica cerimónia decorrerá nas restantes escolas premiadas com este galardão, nomeadamente a Escola Básica do 1º. Ciclo com pré-escolar da Assomada, a Escola Básica do 1º. Ciclo com pré-escolar da Terça de Cima, Escola Básica do 1º. Ciclo com pré-escolar dr. Clemente Tavares, a Escola 2+3 do Caniço. As datas destas cerimónias ainda estão por definir.
A Bandeira Verde consiste no galardão atribuído às escolas que se candidataram e implementaram os sete passos definidos na metodologia de uma Eco-Escola. São estes os passos: 1.º conselho eco-escolas; 2.º auditoria ambiental; 3.º plano de acção; 4.º monitorização/avaliação; 5.º trabalho curricular; 6.º divulgação à comunidade e; 7.º eco-código.
Seguindo uma metodologia constituída por estes passos, são abordados os temas base: água, resíduos, energia e ainda, complementarmente: biodiversidade, agricultura biológica, espaços exteriores, ruído, transporte.
Fonte Jornal da Madeira: Edição de 30/10/2009

As nossas quadras sobre o Pão - por - Deus


As nossas quadras sobre o Pão - por - Deus

Chegou o Pão - por - Deus,
Vamos todos festejar,
Com frutos saborosos,
E canções entoar.

Num saquinho bem bonito,
Os frutos vamos guardar,
Para casa vamos levar,
E em família saborear.

A tradição do Pão - por - Deus na nossa terra


Um pouco por toda a nossa ilha, no dia 1 de Novembro, é festejado o Dia - do - por Deus.
Este dia feriado é Dia Santo, é o dia de Todos os Santos e é também conhecido na nossa ilha como o Dia do Pão - por - Deus.
Antigamente era costume, neste dia, dar pão ou bolo aos pobres, por alma dos defuntos (pessoas que já falecerem).
Com o passar dos anos esse costume alterou-se. Passou-se a dar às crianças frutos e doces para estas saborearem em família.
Actualmente as crianças, com a ajuda dos seus familiares, preparam um saquinho de tecido – o saquinho do Pão - por - Deus – onde colocam os frutos e goluseimas.

É tradição ainda comerem-se castanhas, nozes e figos.
Também é tradição aqui na Madeira fazer-se neste dia uma visita aos cemitérios em homenagem às pessoas que já partiram.

O Pão - por - Deus na nossa escola



Na sexta – feira dia 30 de Outubro festejámos o Pão - por - Deus na nossa escola.
Na quinta – feira levámos frutos para a escola para o lanche convívio.
Na sexta-feira pelas 10h 30m reunimo-nos na cantina da nossa escola para o lanche do Pão - por - Deus.
Todas as turmas apresentaram quadras alusivas ao Pão - por - Deus e cantámos uma canção do Pão - por - Deus.
Depois saboreámos o lanche do Pão - por - Deus e de seguida fomos para o recreio.
À tarde a nossa professora deu-nos um frasco de doce de abóbora confeccionado pela nossa professora de Inglês.
Também recebemos alguns doces e frutos da época para colocarmos no nosso saquinho do Pão - por - Deus e levarmos para casa para saborearmos com a nossa família.


Texto colectivo dos alunos do 2º Ano de Escolaridade

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Os nossos sentidos


Na Segunda-feira tivémos a nossa aula de Informática curricular.

Neste dia visualizámos um powerpoint sobre os nossos sentidos.

Foi uma aula muito interessante porque aprendemos coisas novas sobre os cinco sentidos que temos: a visão, a audição, o olfacto, o tacto e o gosto.

Na nossa sala de aula continuámos a trabalhar este tema para consolidarmos bem os conteúdos em estudo.

Como o dia do Magalhães é na Segunda-feira a nossa professora sugeriu-nos que construíssemos um powerpoint sobre os Meses do Ano.

No início da actividade sentimos algumas dificuldades mas depois conseguimos concluir a actividade proposta.

O Pão por Deus



Esta semana andamos na nossa escola a preparar o Pão por Deus.

Na nossa terra é tradição as crianças e os adultos celebrarem o Pão por Deus com a partilha de alguns frutos da época.

Na nossa escola vamos comemorar esta festividade com um lanche convívio a realizar-se na sexta-feira no turno da manhã.

Nós trouxemos das nossas casas frutos da época: maçãs, romãs, nozes, figos, castanhas e mangos para partilharmos com os nossos colegas.

Construímos, com a ajuda da nossa professora, duas quadras para declamarmos na sexta-feira durante o lanche.

Após o lanche receberemos alguns frutos, que colocaremos num saquinho de tecido, para levarmos para casa para saborearmos com a nossa família.

A Roda dos Alimentos


A Roda dos Alimentos é uma representação gráfica, em forma de círculo, que se divide em segmentos de diferentes tamanhos desigandos por Grupos e que reúnem alimentos com propriedades nutricionais semelhantes.
A Roda dos Alimentos foi criada em 1977 e desde a sua criação foi sofrendo algumas modificações.
Assim, a “nova Roda dos Alimentos” é constituída por 7 grupos diferentes:

•Cereais e derivados, tubérculos – 28%
•Hortícolas – 23%
•Fruta – 20%
•Lacticínios – 18%
• Carnes, pescado e ovos – 5%
• Leguminosas – 4%
• Gorduras e óleos – 2%
A água é apresentada no centro da roda, por ser a base da vida e da constituição dos alimentos. De forma a seguirmos uma alimentação saudável, completa, equilibrada e variada devemos guiar-nos pela Roda dos Alimentos.